Prevenção

A prevenção visa eliminar ou diminuir a exposição a fatores de risco. Isso ocorre através da adoção de hábitos saudáveis evitando a exposição a fatores de risco. Esta é uma das principais maneiras de se reduzir as chances de desenvolvimento de doenças como o câncer. 

Saber quais são os fatores de risco permite que as pessoas possam evitá-los, melhorando a qualidade de vida e reduzindo as chances de adoecer.

Os principais fatores de risco são tabagismo, alimentação não saudável e ingestão de bebidas alcoólicas. Radiação, infecções, exposição ocupacional a agentes cancerígenos e sedentarismo também estão relacionados ao câncer.

Confira a seguir de que maneira cada um deles interfere no desenvolvimento da doença:

AGENTES INFECCIOSOS

A infecção por alguns tipos de vírus elevam o risco para câncer.

ATIVIDADE FÍSICA

Além de provocar o aumento de peso, o sedentarismo eleva o risco de desenvolver doenças crônicas como o câncer e deixa o indivíduo menos disposto para realizar as atividades do dia a dia.

FATORES OCUPACIONAIS

O câncer ocupacional surge da exposição por muitos anos a agentes carcinogênicos presentes no ambiente de trabalho, mesmo após interrompida a exposição, e representa de 2% a 4% dos casos de câncer.

TABAGISMO

Considerado a principal causa de morte evitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é responsável pelo desenvolvimento de aproximadamente 50 doenças, incluindo o câncer.

ALIMENTAÇÃO

Muitos alimentos são associados ao processo de desenvolvimento de câncer, principalmente na mama, cólon (intestino grosso), reto, próstata, esôfago e estômago. O tipo de refeição, a frequência em que é ingerida e o modo de preparo podem aumentar o risco da doença.

INGESTÃO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS

O consumo de álcool está associado não só ao desenvolvimento de vários tipos de câncer, como também a mais de 200 doenças (cardiovasculares, mentais e hepáticas).

RADIAÇÃO SOLAR

De todos os casos de câncer registrados no Brasil, o de pele é o mais frequente e equivale a cerca de 32% dos tumores diagnosticados em todas as regiões do país.