CÂNCER DE LARINGE

Entre os tumores de cabeça e pescoço, o câncer de laringe ocupa a primeira posição e representa o segundo tipo de câncer respiratório mais comum no mundo, atrás apenas do câncer de pulmão. Esse tipo de câncer é mais incidente em homens com idade superior a 40 anos. O total de casos novos estimados para essa doença, em 2012, no mundo, representou 138.102 casos novos.

As maiores taxas de incidência em homens podem ser observadas no Leste Europeu e em alguns países do Caribe. Em relação à mortalidade, para 2012, foram estimados 83.376 óbitos, no mundo. Sendo que, para os homens, o óbito por esse câncer representou 73.261; com risco estimado de 2,1 a cada 100 mil homens. Para as mulheres, foram estimados 10.115 óbitos por esse câncer, com risco de 0,2 a cada 100 mil mulheres.

No Brasil, ocorreram, em 2015, 3.809 óbitos por câncer de laringe em homens e 574 em mulheres. Casos diagnosticados em estágio inicial da doença têm melhores chances de cura desse câncer; é observado um prognóstico ruim para os casos em estádio mais avançado, influenciando uma menor sobrevida, apesar do tratamento.

Os fatores de risco já estabelecidos pela literatura são: uso contínuo do tabaco e de bebidas alcoólicas; sendo possível observar a potencialização do desenvolvimento desse câncer quando o hábito de fumar e beber estão juntos. Outros fatores etiológicos também apresentados com possível associação para o aumento do risco são: dieta pobre em nutrientes, refluxo gastroesofágico, infecções pelo HPV, síndromes genéticas; e a exposição ocupacional de alguns elementos, como pó de madeira, produtos químicos utilizados na metalurgia, petróleo, plásticos, indústrias têxteis e o amianto.

Fonte: Estimativa | 2018 – Incidência de Câncer no Brasil.
Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)

Mais informações

Clique aqui e conheça mais sobre os outros principais tipos de câncer.