Câncer de próstata

O câncer de próstata é uma doença altamente prevalente e foi observado em cerca de três milhões de indivíduos, na população norte-americana, no ano de 2014. Ocupa a segunda posição entre as neoplasias malignas que acometem os homens, em todo o mundo, atrás apenas do câncer de pulmão.

Em 2012, as estimativas revelaram aproximadamente 1,1 milhão de casos novos, constituindo 15% dos cânceres no sexo masculino. A tendência da mortalidade por esse tipo de câncer se apresenta em declínio em quase todas as Regiões do mundo, sendo identificada queda de 3,4%, no período 2010-2014, nos Estados Unidos.

Por se tratar de uma neoplasia com bom prognóstico, a probabilidade de sobrevida em cinco anos é encontrada acima de 80%, variando em função de fatores clínicos, genéticos, socioeconômicos e ambientais. Em relação aos fatores de risco para o câncer de próstata, o avanço da idade compreende um fator de risco bem estabelecido, visto que tanto a incidência como a mortalidade aumentam após os 50 anos.

O histórico familiar em primeiro grau (pai, irmãos ou filhos) apresenta associação positiva para aumento no risco de desenvolvimento dessa neoplasia, assim como a cor de pele/etnia são relevantes na etiologia desse tipo de câncer. Outras associações controversas estão descritas na literatura, como hormônios sexuais, etilismo, padrões dietéticos e obesidade.

No Brasil, é o câncer de maior incidência entre os homens (desconsiderando-se dessa análise o câncer de pele não melanoma) e as maiores taxas ocorrem nas Regiões mais desenvolvidas: Sul e Sudeste. Em 2015, ocorreram 14.484 óbitos por câncer de próstata.

Fonte: Estimativa | 2018 – Incidência de Câncer no Brasil.
Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)

Mais informações

Clique aqui e conheça mais sobre os outros principais tipos de câncer.